Etsy vs. Elo 7

Eu sempre falo aqui do Etsy, meu paraíso virtual na terra, arqui-inimigo mortal do meu cartão de crédito, mas nunca cheguei a falar que ele tem um irmão gêmeo no Brasil, chamado Elo 7. Eu já conheço o Elo 7 há tempos, mas nunca achei que valesse a pena falar dele aqui, porque nunca encontrei uma loja lá que eu falasse “nooooooooossa, que liiiiiindo”. E daí eu fico me perguntando, por que será que no Etsy eu encontro tanta coisa que eu curto, tantos designers talentosos, tantos produtos de super qualidade por preços justos e no Elo 7 eu não acho nada? Será que eu tenho uma criação tão diferente assim das pessoas do meu país, será que minhas referências são tão estranhas? Será que vocês nem curtem o que eu estou postando e será que eu deveria postar coisas mais brasileiras?
Eu não sei se é porque os americanos/gringos em geral tem uma cultura mais forte de empreendedorismo por natureza, de fazer as coisas porque sabem que vai dar certo e de promover direito para se vender, enquanto que aqui no Brasil as pessoas empreendem para ganhar um trocado extra, para complementar a renda, e não necessariamente porque elas têm talento. E daí no Etsy você vê coisas assim, bonitas, bem feitas, bem fotografadas, clean, estilosas:

Etsy

E no Elo 7 você vê coisas assim, artesanais, amontoadas, sem o menor cuidado na fotografia, na forma de exibir o produto, com cara de feirinha hippie mesmo, sabe?

Elo 7

Não estou falando, é claro, que no Elo 7 não tem nada bom. Tem sim, mas é muito mais difícil de achar. Tem que ter paciência. Também não estou falando que no Etsy não tem nada brega. Tanto tem que tem até um blog, o Regretsy, que posta as coisas de gosto duvidoso que encontram por lá (vejam várias páginas, é hilário!).

Mas mesmo assim, eu juro que gostaria de entender por que isso acontece. Minha vida seria tão mais fácil. Meu cartão de crédito seria tão mais tranquilo. Eu ia ficar tão menos nervosa sem saber se minhas coisas vão passar ou não pela alfândega sem imposto. O que você acha? Qual sua teoria para não encontrarmos aqui uma quantidade tão grande de artistas comercializando coisas lindas? Deixe seu comentário aí em baixo e me ajude a não achar que eu sou a única aberração que acha isso.

19 comentários em Etsy vs. Elo 7

  1. GLORIA DO vAL
    16/08/2011 at 13:19 (6 years ago)

    Sabe… concordo plenamente! Eu sou fã do Etsy. Sou pintora e artesã. Gosto de tudo o que é diferente. Odeio moda, aquelas coisas que todo mundo tem igual. Surge um tipo de tamanquinho e meia hora depois tá todo mundo usando! ARG!!! Amo meu país mas os brasileiros tem essa mania de “tá usando…”.O que estou falando não tem nada a haver com o que você disse. Eu só estou dando um exemplo de como os brasileiros não gostam (ou têm preguiça)de inovar,fazem as coisas de qualquer jeito! parecem que não dão importância àquilo que vão vender, não querem se esforçar para ser diferente. Fazem tudo igual, preferem imitar a criar! Chega a irritar, sabia? É por isso que americanizam tudo! Gostamos do diferente mas não criamos ou inovamos! É isso!

    Reply
    • tatá schmidt
      18/08/2011 at 21:13 (6 years ago)

      Oi Gloria, na verdade o que você disse tem TUDO a ver com o que eu disse…=)
      Eu fiz esse post porque queria saber se as pessoas compartilham da minha opinião, não é possível que eu seja tão chata a ponto de não gostar das coisas daqui, mas daí o que você disse me deu um estalo. Nós brasileiros gostamos de tudo que vem de fora, mas temos preguiça de tomar uma iniciativa e fazer diferente. Quantas pessoas que eu conheço que tem uma ideia bacana, mas que acabam não fazendo nada com ela, porque dá trabalho, porque tem burocracia, pq isso ou aquilo. Somos preguiçosos e acomodados. Assim como somos com política, corrupção, com gente que vai e volta do governo e não muda nada, com violência, com os preços que pagamos pelas coisas, com os impostos que vão para o bolso dos outros. O que precisa acontecer é as pessoas começarem a ser a mudança que querem ver no país e isso me deixa possessa! Obrigada pelo comentário e vamos torcer para que isso um dia mude.

      Reply
  2. mia
    12/01/2013 at 14:28 (5 years ago)

    Cheguei aqui por acaso pq procurava uma coisa e achei outra..interessante sua observação.
    Meus 2 centavinhos nessa história são os seguintes:

    Concordo com vc e sofro imensamente com esse jeito “brasileiro” de ser..
    Sou artesã e ponderei muito entre Elo7 e Etsy justamente em função da cafonice que vemos reinante no artesanato brasileiro – que não muda, mas claro há exceções (espero ser uma.hehe..). Também tem toda a questão de gosto, uns preferem moderninho e clean outros não. Não obstante o que vejo no mundinho artesanal aqui na terrinha é que a criatividade do povo brasileiro (que é gigantesca) não é exercitada/guiada/levada à novos degraus. A verdade é que ninguém quer subir a escada, mas ficar no degrau lá embaixo olhando pra cima esperando carona em quem subir primeiro, e se vc der mole ainda te roubam a idéia..

    Aqui no Rio, há muuuuitos anos atrás, umas descoladas do mundinho de moda resolveram investir nas moças da Rocinha (Coopa ROca) pra fazer fuxico. Putz, isso tem mais de 15 anos..e ATÉ HOJE só se vê fuxico por aí. Depois foi a febre de Decoupáge..tudo é decoupage.

    Fui entrevistada por uma instituição para ser instrutora de artes e TODAS as concorrentes faziam o quê? decoupáge!! Até hoje espero uma resposta se se interessaram ou não. Me lembro que cheguei a comentar sobre isso com amigos sobre essa minha insatisfação com a mesmice, que permeia e permanece inclusive na dinâmica de quem te entrevista! Nem estas pessoas estão preparadas para o novo!!! Mas querem pessoas criativas! Êta gente engessada…

    Essa coisa de “tá na moda” é muito daqui. O que me faz concluir que os brasileiros não gostam muito de inovações, a não ser que a inovação já esteja no camelô das esquinas do país inteiro, aí vc é bem sucedido e vende muito..uma prova é ver bolsas fake Louis Vuitton na meninada ishperrta dentro dos ônibus nojentos do Rio..tudo comprado na Rue de l’Aduenne, vulgo Rua da Alfândega, no SAARA por 60 “real”.

    O que acontece é que nós artesãos diferenciados (modernos ou não) criamos uma clientela certa, também diferenciada e que não convence o povão que no fundo quer fuxico e decoupage, bonequinhas com aquelas carinhas de retardadas (que viraram bolsas, imãs, pano de prato) e bugingangas de e.v.a..

    Difícil..

    Quanto ao Etsy..já notei uns brazucas por lá e alguns bagunçam o coreto. Se digitar “Brazil” aparecem ums pedras de Minas e umas coisas esquisitas que encontramos no 1,99. Ridículo. Isso na verdade fala muito do nosso povo, em que nível de criatividade (e abertura à ela) ele está.

    Para nós vendermos lá é meio complicado pq rola um territorialismo que só é perceptível se vc fuçar fórums de conversa sobre o site e quem participa dele. Eles dizem que não acham legal os “estrangeiros” invadirem o “espaço” deles..ficar em um lugar que não se é bem vindo não é uma boa. Morei fora por 11 anos e sei o que é isso. Eles são territorialistas sim, nos tratam bem por educação..deixam bem claro que eles são eles e vc é um estrangeiro.

    Complicado.

    A sugestão no meu entender é levantar nosso nível aqui e contribuirmos para que as pessoas se abram para o novo..

    Como disse, eu abri a minha loja lá depois de muito ponderar. Não quero saber desse papo chato de Sebrae e Max Gheringer sobre o que “o mercado quer”. Eu quero mais é ser feliz e produzir algo que me faz feliz e que é bonito. Acho que nosso problema é esse. Ficar preocupado com o que o “mercado” quer e esquecermos de ser felizes, de nos divertimos com o que fazemos. Essa é a diferença entre nós e eles. Sabe aquela leveza e certa ingenuidade que alguns gringos ainda tem? Talvez por que eles vivem aquilo que gostam. Nós nos preocupamos demais pq nosso país não nos dá condições de sermos uma população calma, sem sobressaltos, sem miséria moral.

    Criatividade denota liberdade e até nisso o brasileiro consegue engessar..

    É uma pena.
    Eu tô encarando! Vamos ver se dá certo!
    Abraços! Adorei seu post.
    Mia

    Reply
    • Fernanda
      19/01/2015 at 11:52 (3 years ago)

      Gostei desse post, e vc Mia, falou TUDO!!!
      Eu tbm caí aqui buscando opiniao sobre em qual me registrar pq to começando agora a vender pela internet etenho medo de me queimar no elo 7 por causa dessa cafonice generalizada. Meu produto tem conceito, tem gosto e estilo, e pensei em usar o etsy justamente pq me identifico mais cm ele. Só que achei bacana o q vc disse, q nós devemos colaborar pra ver se essa cara do elo 7 muda um pouco… De qqer forma, bom saber que nao sou a unica cm esse receio, e to achando q entrarei pro elo 7 assim mesmo, como vc fez, sem medo de cafonizar! Bjos!

      Reply
    • Thais
      17/05/2013 at 00:19 (5 years ago)

      Oi Lilian,

      que bacana, não sabia! Eu estava pensando em abrir uma lojinha, agora vou pensar seriamente em abrir no Etsy. =)

      Reply
      • Thais
        18/05/2013 at 20:40 (5 years ago)

        Gente, só mais um update, eu fiquei curiosa e mandei um email pro Etsy perguntando se era verdade mesmo e o site http://www.etsybrasil.com.br não é deles. Eu fiquei desconfiada pq a qualidade das images estava muito ruim e pq achei estranho eles não terem registrado etsy.com.br…

        Reply
        • nina
          04/07/2013 at 17:41 (4 years ago)

          Eu tambem tinha achado estranho a pessima qualidade das fotos e alguns produtos do ETSY brasil, mas mesmo assim abri minha loja, sem postar nada ainda, so pra garantir endereço. Ai hoje fui olhar o facebook Etsy Brasil e pasmem ta fora do ar.
          Alias achei seu blog pq eu estava procurando “etsy brasil” no google pra confirmar mesmo se tava fora do ar.

          Reply
  3. Lilian Amaro
    01/08/2013 at 23:47 (4 years ago)

    Realmente tem gente que não sabe tirar foto, fazer o que.

    O Etsy Brasil não pertence ao grupo Etsy.com
    Eu nunca disse isso meninas.
    Mas eles são registrados aqui sim, tudo direitinho.
    O Cara que fez isso teve uma grande sacada na verdade, porque o Etsy não estava registrado no Brasil.
    Eu to super feliz com minha loja lá, eles são muito atenciosos.

    Reply
  4. Angelica
    07/08/2013 at 15:44 (4 years ago)

    Um amigo professor de Geografia disse para alunos do Ensino Médio da Grande São Paulo que o sol é uma estrela. Sabe o que aconteceu? Eles riram!
    Quantos brasileiros sabem quem foi Tarsila do Amaral ou Oscar Niemeyer? (que são extremamente famosos)
    Não dá para cobrar de um povo que não sabe ler e escrever bem que tenha repertório cultural e visual!
    Mas ó, também é bom lembrar que o Brasil é um país jovem. Se você for comparar o Brasil com os outros países que tem uma história parecida verá que estamos relativamente bem – é só lembrar que até hoje não completamos 10 presidentes democraticamente eleitos.

    Eu concordo com o que você disse, mas cuidado com a síndrome de vira-lata. Tem muita coisa boa por aqui, e tem muita coisa ruim por lá também!

    Outra questão é que o brasileiro tem horror a trabalho manual/braçal: heranças do escravismo. Então quem faz é por falta de opção ou por ter uma educação diferenciada, capaz de superar o preconceito.
    E posso estar enganada, mas também não vejo muitos artesãos no Etsy de lugares como Mississipi ou Alabama, embora eu sempre encontre gente de Oregon e da Pensilvânia.

    Reply
  5. luminarium
    10/09/2013 at 00:23 (4 years ago)

    A Etsy têm de tudo, inclusive muita cafonagem, “feitas de qualquer jeito” de pessoas que também vivem em países desenvolvidos. Se formos ver o perfil dos artesãos e artistas que oferecem algo diferenciado e que fazem sucesso na Etsy (incluindo brasileiros) a maioria tem uma formação educacional superior ou universitária.
    A educação é fundamental ao desenvolvimento de um “olhar crítico”. A falta dessa visão crítica, leva a uma maioria a repetir padrões vindas de uma mídia globalizada pop, por ser uma referência acessível e imediatista.
    Ao contrário do senso comum (auto-destrutivo) dos brasileiros, criatividade e talento artístico no Brasil é naturalmente forte e de instigar inspiração à muitos estrangeiros. O problema no Brasil é sócio-político e financeiro intensamente combinados com os sintômas de disassociação cultural, comuns em regiões urbanas e metrópolis de países industrializados.
    Preguiçosos e acomodados são os que escravizam e massificam, estes são os políticos e empresários mercenários.

    Apenas uma percepção diferente de quem mora no exterior de primeiro mundo à muitos anos.
    Viva à um Sistema Educacional Gratuito Avançado e Acessível à Todos.

    Reply
  6. Priscila
    06/10/2013 at 16:59 (4 years ago)

    Não acho que se deva comparar o Etsy com o Elo 7. Eles foram feitos para vendedores e públicos diferentes. Elo 7 é artesanato. Etsy é design com produção artesanal.

    Reply
  7. cris
    23/10/2013 at 12:19 (4 years ago)

    Eu concordo que falta olhar crítico na comunidade do ELO7. Ele são em sua maioria pessoas de baixa renda que não tiveram educação formal, não desenvolveram esse olhar crítico e tem como objetivo apenas “tentar” obter aquele “dinheirinho extra” sem grandes pretensões.
    Os mediadores do ELO7 deveriam criar um padrão mínimo de qualidade para produtos e fotos e “forçar” o artesão a melhorar seu trabalho. Isso inclusive aumentaria as vendas e elevaria o patamar de qualidade do portal em geral. Ninguém lá precisa ser um designer sofisticado. Mas foto escura, sem foco, sem enquadramento, tirada em cima da cama no quartinho da pessoa é demais. A pessoa que tira a foto não sabe que está ruim. Agora o mediador sabe. Aceitar a foto sem nenhum filtro de qualidade é colaborar para disseminação do que é ruim, tosco, mal feito. É não ter nenhuma preocupação com a qualidade, com o melhoramento, com a evolução e o aprendizado. Eu ajo de forma bem diferente em tudo que faço e lamento quanto “dou de cara” com esse tipo de coisa. Isso é algo que me decepciona no Brasil. Abraço, Cris.

    Reply
  8. Isabel Marçal
    16/03/2014 at 01:40 (4 years ago)

    Olá, gostei muito do assunto e percebi que vocês têm visão! Gostaria muito de poder contar com um favor, de alguma de vocês. Tenho uma loja no Elo7 e gostaria que alguém visitasse e me retornasse, dando opinião sobre minhas fotos. Não sei fotografar, me viro como posso e gostaria de uma opinião sincera! Obrigada e sucesso!

    Reply
    • Thais Guimaraes
      17/03/2014 at 00:44 (4 years ago)

      Oi Isabel,
      Suas fotos são boas, de muito bom gosto, porém algumas estão um pouco escuras e com a sombra da mão e da câmera. Talvez valha a pena comprar uma tenda fotográfica, as fotos ficam bem melhores por causa da incidência da luz, no mercado livre você encontra várias opções e é super fácil de guardar, não ocupa espaço. Bjos e boa sorte.

      Reply
  9. Siomara
    14/04/2014 at 14:11 (4 years ago)

    Olá, já que vocês estão comentando sobre o Elo7 e comparando com o Etsy , gostaria de uma opinião sincera sobre o meu trabalho. Tenho loja no Elo7 e sinto que estou fora do ”padrão” , pois meu trabalho é mais caro e sofisticado . Mas não tenho muita opção no Brasil , só tendo uma loja virtual própria. Olhem minha loja e escrevam as suas opiniões, sugestões , críticas…. http://www.mandaladecristais.elo7.com.br Obrigada !

    Reply
  10. Carolina Costa
    05/04/2016 at 11:28 (2 years ago)

    Oi Tatá, concordo com você e até resisti em colocar meus produtos no ELO7 por achar que poderia desvalorizá-los, pois quando clico no site encontro mais coisas feias do que belas. Acho que realmente virou um site de carregação, na sua maioria, com fotos ruins, produtos que também não me atraem. Quase abri minha loja no ELO7 e depois desisti. Estou conseguindo vender apenas pelo INSTAGRAM, mas estou sentindo necessidade de uma loja mais específica e adoro o ETSY, mas como tudo é muito recente pra mim, estou cautelosa sobre isso. Aproveita e dá uma olhada no meu IG: @oatelierdecarolina.
    Bjos, Carol.

    Reply
  11. Bruna Lima
    05/01/2017 at 16:50 (11 months ago)

    Cai aqui por acaso…
    Mesmo depois de um tempo, seu post continua correto.
    E olha que como dona de loja no Elo7, posso dizer que eles se esforçam como prestadora de serviço para melhorar. Tem blog, dicas para fotografia, passo a passo. Mas a maioria das pessoas não se interessa, acha que artesanato é so pra fazer um extra mesmo. Não entende que e uma arte!
    Estou nisso a 4 anos e sempre tentando melhorar.
    Mas confesso que é difícil as vezes, não só pelos produtos e fotografias, mas também pela falta de interesse em se qualificar, melhorar seu produto, etc, das pessoas. E ai vão lá e vendem as coisas a preço de banana, sem calcular custos, sem valorizar a marca ou até mesmo o fato de ser artesanal.
    Enfim, espero que nosso país um dia melhore e perceba que nossa capacidade é tanta ou ate maior, quando falamos em artesanato e criatividade, em relação aos gringos.

    Reply
  12. Marilia
    31/01/2017 at 16:27 (10 months ago)

    Vim em busca de informações sobre Etsy e Elo7 no Brasil, e encontrei um assunto ainda bastante atual. Depois de muito pesquisar, tentei dar uma chance pro Etsy… Mas ainda é cedo demais pra dizer o que acho. É bem verdade que não tenho encontrado tantas lojas no etsy, com artigos similares aos meus, feitos no Brasil. Fico muito curiosa sobre os reais motivos por trás disso … Concordo com várias de vocês sobre os possíveis problemas que não levam o brasileiro a investir seriamente num negócio bonito e bem feito. Mas por quê? Mas, se estamos debatendo sobre isso, já há esperança, não é mesmo?

    Reply

Responder